Syrah
03/05/2017

 

Syrah, Shiraz, Sirah, Sirac. A forma de escrita muda, não as características dessa uva que ficou famosa principalmente depois da ascensão dos vinhos australianos. A variedade, de origem diretamente ligada ao Norte do vale do rio Rhône, entre a França e a Suíça, é uma das mais antigas castas cultivadas, sendo hoje uma das cepas tintas mais plantadas no mundo. Os vinhos resultantes da Syrah se destacam pelo seu aroma e buquê.
Do Rhône à África do Sul, passando pela Sicília, na Itália; Portugal; Chile e Austrália são inúmeros os estilos de vinhos elaborados devido aos mais diversos terroirs em que as videiras são plantadas.
A Syrah é uma uva de personalidade forte. Os vinhos feitos a partir dela, normalmente, apresentam bom corpo, são potentes e cheios de sabor. Suas notas mais características variam entre frutas negras, como mirtilos e amoras, violetas e azeitonas pretas, além de especiarias picantes, muitas vezes pimenta preta. Com o tempo, esses aspectos aromáticos evoluem e costumam surgir notas terrosas ou mesmo de carne – alguns associam ao defumado, couro e trufas.
Obviamente, as condições de clima e solo da região vitivinícola, assim como o modo de produção, influenciam a paleta de aromas e sabores. De modo geral, os Syrah da Itália e da França tendem a apresentar mais acidez, pimenta preta e notas terrosas e herbáceas, enquanto que em países como Austrália, Estados Unidos, Chile e Argentina, por exemplo, nota-se uma fruta mais suculenta, notas florais e de especiarias. A Austrália dedicou-se com entusiasmo à Syrah, especialmente porque foi uma das primeiras variedades ali plantadas. O clima do vale do Rhône apresenta muitos pontos em comum com numerosos vinhedos do Novo Mundo. Aproximadamente 1/4 dos vinhedos do país são de uva Syrah e, certamente, está presente em muitos dos melhores rótulos australianos. No Brasil, a uva é plantada em algumas regiões, com destaque para o Vale do São Francisco, Sul do estado de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, mas ainda é insipiente.
O caráter encorpado da Syrah faz com que os vinhos produzidos com ela harmonizem com pratos repletos de sabor, desde carne de caça até filés, churrasco e assados em geral. Entretanto, havendo diferentes perfis de tintos Syrah sendo produzidos no mundo, obviamente, a casta não se limita a casar bem com carnes. Os rótulos marcados por notas mais frutadas crescem na companhia de aves como peru e galinha d’Angola, além de cordeiro. Já os Syrah de corpo mais leve não fazem feio ao lado de pratos das culinárias indiana, chinesa e tailandesa, por exemplo.

Dicas

VMP01412

Vinã Maipo, Vitral Reserva,
safra 2012, Valle de Rapel, Chile
De corpo médio, este vinho apresenta-se
com aromas de ameixas maduras.

Em boca, é redondo e apresenta acidez equilibrada.
Passou por nove meses em barricas de
carvalho francês e americano.
Preço médio: R$ 86,63
Importadora: Ravin

Garces Silva Family28777 - Boya Syrah 2014_CERTA
Vineyards, Boya Syrah 2014

Leyda Valley, Chile
Este vinho apresenta aromas intensos de frutas vermelhas,

como mirtilo, amoras e framboesas, com notas de violeta.

Em boca, é um vinho de
médio corpo, com taninos muito macios e uma acidez natural deliciosa, que
refresca o final de boca. É um vinho equilibrado e límpido.
Preço médio: sob consulta no Importadora: Mistral

 

 

 

022543 - Reserva Especial SY (2)

 

 

Cono Sur Reserva Especial Syrah 2015

Valle del Limari, Chile
Este Syrah se destaca pela riqueza de seus aromas de frutas vermelhas que combinam com tons doces e picantes de chocolate. Na boca, este Syrah apresenta uma textura agradável, estruturado e persistente.
Preço médio: R$ 86,80
Importadora: La Pastina

Veja também:

Nos trilhos da história, a Maria Fumaça encanta
O berço dos vinhos tropicais
Otimismo desafiante

Deixe um comentário